Por uma visão para além da caverna

12/07/2012 11:37

por Daniel Baptista

 

 

Infelizmente a população brasileira, melhor dizendo, boa parte dela possui as suas percepções e opiniões já prontas para serem reproduzidas, afinal é mais fácil comprar a pizza pronta do que fazer a massa cortar os ingredientes, assar e finalmente alimentar-se. Sendo a internet um grande facilitador para se reproduzir opiniões, ela se torna a grande celeuma que se presencia dos dias atuais. Dizem que ela é o meio de comunicação mais democrático que existe (ou pelo menos fazem acreditarmos nisso) talvez até seja mesmo, pois do contrário não existiria esse site em que consta a minha colaboração e dos meus colegas.

Mas no que tange a liberdade de expressão, acredito sinceramente que essa frase, a “liberdade de expressão” ela é uma espécie de cavaleiro de ouro de gêmeos. Em outras palavras, ela pode ser empregada tanto para as boas intenções ou então servir de salvo conduto para as produções mais bizarras que assistimos em diversos veículos de informação. Aqui reside a quarta perpendicular: a cooptação realizada pelas grandes corporações midiáticas está na internet há muito tempo e em minha opinião, não vejo mais esse veículo como uma fonte inesgotável de saber e esclarecimento.

Há no mínimo 60 anos, que a população brasileira está socializada pela televisão brasileira. Parece chato bater nessa tecla, mas é extremamente necessário citar aquela emissora de TV e suas filiais, pois essa emissora de TV molda padrões, cria bordões folclóricos, diz o que você tem que comprar, te ensina a cantar os sucessos da atualidade... enfim. O processo de aculturamento e socialização através da TV está bem consolidado e faz parte da nossa família. “Você viu no fantástico ontem?”, “e a novela ontem? Que mulher mais cachorra...”, “oh meu!!! muito tri o pânico ontem... ” e assim por diante. Não quero dizer que eu ou qualquer um deste site esteja fora desse fenômeno e somos seres inatingíveis, longe disso... ou vocês acham que eu não acompanho os gols da rodada? Eu cresci vendo filmes da sessão da tarde e achava que a vida era como eu via, que nem as high schools norte americanas.

O fenômeno de socialização de “formação de opinião” está presente na internet há muitas luas, basta darmos uma olhada nas redes sociais. Por exemplo, pessoas em fotos transparecendo ser o que não são, opiniões baseadas em “achismos” e lugares comuns, reprodução de idéias toscas e direitosas e etc. etc. É como no mito da caverna, acreditamos nestas sombras e somos incapazes de sair das correntes e enxergar o mundo lá fora. Isto será possível apenas com a democratização dos meios de comunicação em suas diferentes naturezas, com uma mídia que oportunize espaço e igualdade plena para todos os setores da sociedade e que possa viabilizar a emergência desses mesmos setores que sempre foram negados historicamente, aflorando e expondo a nossa diversidade. Vivemos em uma sociedade extremamente esquizofrênica na qual vemos e consumimos o que não somos.

Atualmente presenciamos essas tendências na internet, que apesar de não possuir “um dono” pode ser usada por qualquer um e voltar as suas ações para onde bem entender. E nesse caso, chora mais quem pode mais. Ai entra o papel das grandes mídias televisivas que deslocaram as suas ações para o mundo virtual, acorrentando assim a geração internauta, que anteriormente foi educada com a televisão. Mostra-se, portanto a urgência de uma democratização nos veículos de comunicação como fizeram os nossos hermanos argentinos (que graças a TV aprendemos a odiar) onde uma lei há poucos meses atrás, regulamenta a emissão de papel para os jornais e revistas periódicas. Não é a solução dos problemas, mas, é um passo importante e necessário a ser seguido para compreendermos de maneira melhor a nossa realidade, ou desvendarmos o que está por detrás do aparente.

Sem diversidade e espaço igualitário, veremos muito mais exemplos como esses...

Leia mais

http://www.cartamaior.com.br/templates/materiaMostrar.cfm?materia_id=20250

—————

Voltar


2leep.com

Comentários

Data: 30/09/2012

De: jarbas.fla@hotmail.com

Assunto: liberdade de expressão???

como liberdade? as pessoas não tem como pensar? como pensar se dês de criança estamos acostumados apenas a aceitar o que a TV GLOBO, DEUS, nós coloca?!

nada adianta dar uma arma para quem não sabe atirar ou não tem coragem para atirar!

é uma falsa ideia de liberdade de expressão!

—————



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!