Operação Concutare e suas prisões

06/05/2013 09:32

Gregório Grisa

Prisões cinematográficas da Polícia Federal e investigações longas cujos recursos para obtenção de provas são múltiplos podem até não resultar na prisão dos políticos/corruptos do alto escalão porque eles terão recursos de defesa, privilégios no processo e afins. Porém, essas ações não são deflagradas sem diagnósticos precisos e sem elementos concretos que provam a regularidade dos atos ilícitos. Os presos conhecidos até então na Operação Concutare, secretário estadual, municipal e ex-secretário estadual do Meio Ambiente, Carlos Fernando Niedersberg (PCdoB), Luiz Fernando Záchia (PMDB) e Berfran Rosado (PPS) respectivamente, têm seus nomes na lama, uns já o tinham, só se afundaram mais.

As prisões ocorridas hoje são pedagógicas no mínimo em três sentidos.

1- Provar que o desespero pelo poder é sinônimo, em muitos casos, de ganância pessoal. A vocação de Záchia pela corrupção ativa ou passiva, pelo tráfico de influência, pelo descaso diante da coisa pública e da legalidade é conhecida desde o escândalo do Detran, ainda não julgado, quando ele era Chefe da Casa Civil do Governo Yeda (PSDB). Corrupção no PMDB é lugar comum, coisa que inclusive membros honestos do partido têm ciência que existe apesar de nenhum envolvimento. Berfan Rosado é corrupto de um partido fisiológico composto por grande quantidade de corruptos, mais tempo menos tempo isso será provado.

2- Mostrar que empresários dos grandes empreendimentos da capital e do litoral norte têm pleno trânsito dentro dos órgãos governamentais. Pagam, literalmente, desde a confecção quanto a agilização de licenças ambientais, fraudes que desrespeitam  não só os trâmites legais como a vida e a natureza. Tudo em busca do desenfreado lucro, mesmas empreiteiras e mesmos empresários colocam o capital acima de qualquer princípio republicano e nossa estrutura estatal e seus gestores são cúmplices nesse nefasto processo.

3- Marcar mais um capítulo da falência do PCdoB, partido que preserva sua seriedade em meia dúzia de quadros históricos mas que não tem mais identidade ética nem programática. O PCdoB quer poder a qualquer custo. Você que é do PCdoB e se acha uma pessoa séria, saiba, seu partido é composto também por mercenários, oportunistas e corruptos assim como os outros partidos inseridos na lógica da governabilidade.  As provas sobre indivíduos apareceram e aparecerão, mas casos no Ministério dos Esportes, no processo do Código Florestal e na emblemática e curiosa aliança com Berfran Rosado (PPS) quando da candidatura da deputada Manuela d'Ávila à prefeitura de POA em 2008 indicam a derrocada como coletivo.

Diante da complexidade da máquina pública, das sutilezas nas relações entre gestores públicos, funcionários e empresários a corrupção se torna tão complexa quanto. Infelizmente ela é mais comum do que imaginamos a criatividade para o lucro infinito e ilegal é a mais vigorosa dos nossos tempos. Entretanto, cada fato como o de hoje mantém alguma esperança em uma certa probidade dos processos públicos independente dos efeitos concretos que investigações densas como essa podem produzir.

Publicado originalmente em http://gregoriogrisa.blogspot.com.br/2013/04/operacao-concutare-e-suas-prisoes.html no dia  29/04/2013

—————

Voltar


2leep.com

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!